Processo Seletivo DAF 2021 12



Ordenar por + filtros

MUSEU NACIONAL 670x196

Tributo ao Museu Nacional

Poucos lugares do Brasil representavam tanto para a história, a ciência, a cultura e a educação do país quanto o Paço de São Cristóvão, localizado na Quinta da Boa Vista. Residência oficial das famílias reais de Portugal (1809-1821) e do Brasil (1822-1889), o Paço foi local de nascimento de D. Pedro II e da Princesa Isabel e sede do Congresso Nacional Constituinte (1890-1891), que deu origem à primeira Constituição republicana do país. Desde 1892, passou a abrigar o Museu Nacional, instituição criada por D. João VI em 1818 e que anteriormente se situava no Campo de Santana.
 
Ao rico passado histórico do Paço se somou o vasto acervo do Museu, que àquela altura já contava com a principal coleção de artefatos egípcios da América Latina e com o meteorito Bendegó, o maior siderito já encontrado em solo brasileiro. Ao longo das décadas, a instituição foi multiplicando seu acervo em quantidade e importância. Entre os 20 milhões de itens, destacavam-se o fóssil mais antigo encontrado nas Américas, conhecido como Luzia, pertencente a uma mulher que viveu há cerca de 13 mil anos; o exemplar de Maxakalisaurus topai, o primeiro esqueleto de dinossauro de grande porte montado no país; e importantes coleções etnográficas. O Museu também era um grande produtor de ciência e educação, abrigando os cursos de pós-graduação das áreas de Antropologia Social, Arqueologia, Botânica, Geociências, Linguística e Línguas Indígenas e Zoologia da UFRJ.
 
Nos produtos relacionados abaixo, você encontrará vídeos e textos que falam sobre a trajetória, o acervo e os profissionais que fizeram do Museu Nacional uma das mais importantes instituições brasileiras. Um pouco da memória da MultiRio para manter viva a lembrança do local que guardava tanto da História do Brasil e do mundo.
 
Página 1 de 1   1