ACESSIBILIDADE:
Acessibilidade: Aumentar Fonte Acessibilidade: Retornar Fonte ao Tamanho Original Acessibilidade: Diminuir Fonte
Ícone do YouTube Ícone do Facebook Ícone do Instagram Ícone do Twitter Ícone do Tik Tok
Ícone Sanduíche para Navegação
Logotipo do Projeto Cartografias de Boas Práticas da Rede Navegue pelo mapa e conheça as diferentes ações escritas e promovidas por profissionais de toda a nossa Rede.
Boas Práticas
Midiaeducação
‘Domingos Bebiano News’
Informações
Relato
Resultados Observados
UNIDADE DE ENSINO
EM Domingos Bebiano - 3ª CRE
Estrada Adhemar Bebiano 1870 - Inhaúma
AUTOR(ES)
Jardel da Silva Magalhães

Sou formado em Letras (Inglês-Literaturas) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e pós-graduado em Tradução de Língua Inglesa pela Universidade Estácio de Sá (Unesa). Atuo como professor da rede municipal do Rio desde 1999

Nos primeiros 11 anos da minha vida profissional, trabalhei como professor das séries iniciais do Ensino Fundamental I no Ciep Mestre Cartola (4ª CRE) em Parada de Lucas. A partir de 2011, comecei a lecionar Língua Inglesa na rede municipal de ensino do Rio, no Ciep Vinicius de Moraes (3ª CRE) em Benfica e, a partir de 2021, na E.M. Domingos Bebiano (3ª CRE) em Inhaúma. Também leciono Língua Inglesa para o Fundamental II da rede municipal de Duque de Caxias (RJ).
CARGO/FUNÇÃO DO AUTOR
Professor I (Inglês)
ANOS/GRUPAMENTOS ENVOLVIDOS
5° ano
OBJETIVOS

  • Elaborado pela turma 1502 da E.M. Domingos Bebiano nas aulas da disciplina eletiva Jornal Escolar, o periódico trimestral Domingos Bebiano News busca incentivar e desenvolver o protagonismo e a autoestima dos alunos da turma por meio da produção e pesquisa de diferentes tipos de textos para divulgação e distribuição na comunidade escolar (alunos leitores, pais e professores).
ANOS DE ESCOLARIDADE
5º ano
HABILIDADES
5º ano - Língua Portuguesa - Identificar a finalidade (função social) de um texto e seu público-alvo.
5º ano - Língua Portuguesa - Produzir textos de acordo com as condições de produção (finalidade, gênero, interlocutor), utilizando recursos gráficos.
PERÍODO DE REALIZAÇÃO
Março/2022 até Dezembro/2022

Do nome à escolha das seções que compõem o jornal, tudo é iniciativa dos próprios educandos, sob a orientação do professor. As características dos gêneros textuais presentes em cada edição são trabalhadas em sala de aula para que os alunos se apropriem desse conhecimento e possam se tornar autores.

A matéria principal é sempre um texto coletivo produzido pela turma a partir de pesquisa sobre assunto de seu interesse ou que tenha viralizado nos meios eletrônicos no momento da produção.

Como muitos alunos desta turma são oriundos de projetos educacionais e a pandemia produziu um grande lapso de aprendizado em suas vidas, este trabalho tem sido bastante desafiador.

O processo de produção do periódico levou em conta os seguintes pressupostos:

Público envolvido: toda a comunidade escolar;

Metodologia aplicada: pesquisa, produção e reflexão sobre diferentes tipos de textos para a composição de um periódico escolar;

Habilidades/competências

  • Estudar gêneros discursivos necessários à elaboração de um jornal, visando ampliar a participação social do aluno;
  • Pensar a linguagem escrita como prática social;
  • Proporcionar momentos de reflexão e aprendizado sobre a linguagem, utilizando a escrita para uso social e não apenas como suporte a atividades escolares;
  • Compreender os mecanismos de organização da linguagem e sua função central na organização da sociedade e nas práticas sociais;
  • Produzir diferentes gêneros textuais observando suas características e o público a que se destinam.

Ao ver impressos e divulgados na comunidade escolar seus primeiros esforços na produção de um jornal, os estudantes demonstraram prazer, engajamento e preocupação maior com a produção dos textos presentes no periódico.
Registros
IMAGENS
VÍDEOS
PDFs
Envie sua mensagem
E aí, professor(a)?

Gostou dessa ação, tem alguma sugestão ou quer tirar alguma dúvida com este(a) professor(a)? Mande uma mensagem para ele(a) aqui. As Cartografias também consistem neste espaço de trocas e compartilhamentos do que se produz na Rede Municipal de Educação carioca.