16 Agosto 2019
0
0
0
s2sdefault
 
Sesem2 interna
O desenvolvimento de habilidades socioemocionais favorece a aprendizagem e a convivência haromiosa. Foto Alberto Jacob Filho, 2018, MultiRio

Com transmissão ao vivo para o Facebook da MultiRio e para as telessalas da Rede Pública Municipal de Ensino, acontece de 19 a 23 de agosto, na Escola de Formação Paulo Freire (EPF), a Semana de Educação Socioemocional Carioca, que traz várias novidades nesta nova edição. Uma delas é a programação do dia 23, inteiramente voltada para os pais e responsáveis. “Considero esta a parte mais inovadora do evento deste ano. A família tem uma importância enorme no desenvolvimento das habilidades socioemocionais das crianças e dos adolescentes e o envolvimento dela traz expectativas muito boas”, considera Marisangela Siqueira de Souza, diretora-adjunta da EPF e coordenadora da Sesem Carioca 2019.

Esta edição também amplia o leque de abordagem da educação socioemocional. No dia 19 pela manhã, neurocientistas da UFRJ e da UFF explicam como as emoções são processadas pelo cérebro e fazem uma reflexão sobre as habilidades humanas e as atuais formas de sociabilidade. No programa Sesem Carioca 2019 da série #educa, a pesquisadora Letícia de Oliveira deu uma prévia de um dos assuntos do debate: “Nós, humanos, temos o córtex pré-frontal muito desenvolvido. Por isso, somos primatas ultrassociais. A exclusão é terrível para nós. Ativa uma parte do cérebro que dispara uma sensação semelhante à dor física”.

No dia 19 à tarde, as competências socioemocionais para o século XXI entram em discussão. Marisangela de Souza lembra que, entre as 10 diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), quatro dizem respeito a habilidades socioemocionais. “Precisamos aprofundar o debate sobre quem é essa criança de hoje, que cresce cercada de tecnologia, e quais habilidades ela precisa ter diante dessa nova realidade”. Tais habilidades continuam no centro das discussões na manhã de terça-feira, só que, dessa vez, com foco nas suas relações com o sucesso escolar.

Projetos e professores

sesem3 2018
Interação entre palestrante e telessalas durante a Sesem do ano passado. Videocaptura

Segundo artigo de Evely Boruchovitch, professora do Departamento de Psicologia Educacional da Unicamp, a aprendizagem autorregulada vem ganhando cada vez mais destaque na área de Educação, pois aborda vários aspectos imprescindíveis à motivação do aluno para aprender. É sobre isso que ela vai falar na manhã do dia 21. À tarde, Marisangela de Souza faz palestra sobre mediação de conflitos no ambiente escolar e apresenta os projetos de educação socioemocional, selecionados pelas CREs, que estão sendo desenvolvidos pelas unidades de ensino da Rede. O resumo desses projetos compõe uma exposição montada na EPF, que pode ser visitada durante todo o período de realização da Sesem Carioca 2019.

No dia 22, mais uma novidade! Alessandra Seabra, do Programa de Pós-Graduação em Distúrbios do Desenvolvimento da Universidade Presbiteriana Mackenzie, fala sobre a sala de aula e a saúde emocional do professor. Como, pelo calendário da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME), a palestra acontece no mesmo dia do Centro de Estudos, a coordenadora da Sesem Carioca 2019 adiantou que várias unidades optaram por assistir a palestra pela página da MultiRio no Facebook, para, depois, debaterem o assunto entre si e realizar uma rodada de debate em suas escolas.

A Sesem 2019 é uma das ações do Programa de Educação Socioemocional Carioca da SME, que tem como objetivo promover a formação e o desenvolvimento socioemocional de todos os integrantes da Rede Pública Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. Para ver a programação completa do evento e ter mais informações sobre os palestrantes clique aqui.

As palestras e os debates da Sesem Carioca 2019 estão disponíveis no menu de vídeos do Facebook da MultiRio.

Mídias Relacionadas
Relacionados
Mais Recentes