17 Janeiro 2020
0
0
0
s2sdefault
 
Foto: Sharon McCutcheon/Pexels

Com as férias escolares, surge a necessidade de entreter a criança e proporcionar o máximo de boas experiências. O Rio de Janeiro é repleto de espaços privilegiados como parques, praças, praias, cachoeiras e centros culturais para visitar, mas também é possível divertir os pequenos dentro de casa. Confira algumas atividades e brincadeiras que integram a cartilha Jogos e Brincadeiras das Culturas Populares na Primeira Infância divulgada, ano passado, pelo Ministério da Cidadania. Elas são direcionadas para diversas faixas etárias e podem ser realizadas em ambientes fechados:

1) Arte com elementos da natureza

Indicada a partir dos 4 anos, a ideia da atividade é estimular a percepção visual, o contato com a natureza e objetos que, em geral, passam despercebidos. A criança pode ficar livre para escolher o mais inusitado elemento, desde pedrinhas, folhas e flores do chão até pregadores e tampinhas de garrafas. Tudo pode ser aproveitado para fazer arte.

Como fazer: utilizando os elementos coletados, monte cenários e paisagens em conjunto com a criançada. É possível fixar os objetos em uma base de papel usando cola branca, ou montá-los no chão deixando-os livres. O mais importante é exercitar a criatividade!

2) Massinha de modelar caseira

Por permitir infinitas possibilidades de manusear e contribuir para o desenvolvimento da coordenação motora, a massinha é um brinquedo muito apreciado, em geral, a partir dos 2 anos de idade. Contudo, é importante conferir se o produto não possui conservantes químicos, ou então, preparar para a criança uma massinha caseira que seja atóxica e comestível.

Ingredientes: 1 xícara de farinha de trigo, ½ xícara de sal, 2 colheres de chá de cremor de tártaro (por ser um produto comestível, pode ser encontrado em casas de produtos para confeitaria, panificação ou em supermercados, ele dará elasticidade à massa), 1 colher de chá de óleo de cozinha, 1 xícara de água fria e corantes alimentícios.

Preparo:
1. Em uma panela, misture bem todos os ingredientes (exceto o corante);
2. Cozinhe em fogo médio, mexendo sempre, por aproximadamente três minutos;
3. Retire do fogo quando a mistura desgrudar do fundo e laterais da panela;
4. Coloque a massa em uma bacia e espere esfriar até o ponto em que pode ser modelada sem queimar as mãos;
5. Adicione o corante da cor desejada;
6. Misture até que fique homogênea;
7. Se quiser, faça cores diferentes, misturando os corantes;
8. Ofereça à criança e, quando ela não estiver brincando, armazene em potes ou plásticos de forma a vedar a massinha.

Fonte: adaptado da cartilha Jogos e Brincadeiras das Culturas Populares na Primeira Infância.

3) Jardinagem - plantando o alimento

As férias são uma ótima oportunidade para promover maior contato dos pequenos de mais de 2 anos com a natureza. Comece devagar e priorize plantas de pequeno porte que não precisam de tantos cuidados.

Como fazer: procure por sementes de vegetais em lojas e supermercados, opte por aquelas de crescimento fácil, como as de alface, rabanete e beterraba. Em conjunto com a criança, prepare o solo e o vaso que serão usados, plante as sementes e regue conforme necessário. Quando estiver pronta para a colheita, prepare uma refeição em família.

4) Pé de lata

Esta brincadeira pode ser uma boa forma de mostrar como era a infância das gerações anteriores. Indicada a partir dos 3 anos, estimula a coordenação motora e o equilíbrio, além de incentivar a reciclagem e o reaproveitando de materiais que seriam descartados.

Materiais: duas latas vazias (de leite em pó, achocolatados, etc.), dois pedaços de corda (barbante ou corda para varal no tamanho de 1,40 m cada), uma chave de fenda e materiais variados para enfeitar o pé de lata.

Modo de fazer:    
1. Faça dois furos paralelos nas extremidades da parte inferior das latas para passar as cordas. Utilize a chave de fenda para isso;
2. Passe as cordas pelos buracos feitos nas latas e dê nós bem firmes nas pontas;
3. Se quiser, decore as latas.

Tenha bastante atenção para evitar tropeços. Com o auxílio de um adulto, a criança deve colocar os pés sobre as latas, de forma que fique bem equilibrada, e então puxar as cordinhas, pressionando-as junto aos pés, para caminhar.

Fonte: adaptado da cartilha Jogos e Brincadeiras das Culturas Populares na Primeira Infância.

5) Quebra-cabeça paciente

Indicados para diferentes idades, os quebra-cabeças podem auxiliar no desenvolvimento físico, neurológico, psicomotor e na capacidade de concentração. Os jogos são tradicionais, mas é possível inovar na brincadeira!

Como fazer: ao invés de montar de uma única vez, separe um local específico para dispor as peças e, sempre que a criança passar por lá, uma peça deve ser encaixada. Outra possibilidade é separar apenas alguns minutos diários para tentar completar o maior número possível de peças dentro do tempo determinado, desse jeito, a atividade pode durar mais.

6) Teatro de mamulengo

Mamulengo é um tipo de fantoche típico do nordeste brasileiro que faz parte da cultura da região desde o período colonial. Em geral, as apresentações retratam situações cotidianas do povo de maneira cômica ou satírica. Indicada a partir dos 5 anos, a brincadeira de criar os bonecos e histórias para eles ajuda a desenvolver a coordenação motora fina e o conhecimento social sobre a cultura de matriz nordestina.

Materiais: papel machê, rolinhos de papelão vazios, pincéis, tintas e tecidos para roupa e lã para os cabelos

Receita de papel machê: um rolo de papel higiênico, sem o miolo, cola branca e uma colher de sopa de água sanitária.

1. Coloque o papel higiênico em uma bacia, cubra com água e acrescente uma colher de água sanitária;
2. Pique o papel dentro da bacia, depois aperte até formar uma massa;
3. Retire o excesso de água, apertando ou usando um coador;
4. Misture com cola branca até dar o ponto de modelar.

Como fazer:
1. Com a massa pronta, molde a cabeça do fantoche no rolinho de papelão que será o corpo;
2. Deixe secar de um dia para o outro;
3. Quando estiver bem seco, comece a decorá-lo. Você pode pintar os olhos e boca, colocar acessórios, roupas e cabelos que podem ser costurados ou colados com cola de tecido.

Fonte: adaptado da cartilha Jogos e Brincadeiras das Culturas Populares na Primeira Infância.

7) Pombo ou matacuza

Originária de Gana, na África, essa brincadeira já foi muito comum no Brasil com outros nomes como Cinco Marias ou Jogo das Pedrinhas. O jogo estimula a habilidade motora fina, a agilidade, o raciocínio lógico, o controle de movimentos e é recomendado a partir dos 5 anos.

Como fazer: sete ou cinco pedrinhas, ou bolinhas, devem ser colocadas no chão, a criança escolhe uma e joga para o ar. Enquanto a pedra está no ar, ela deve pegar outra do montinho, usando a mesma mão, e depois pegar a que foi jogada antes que caia. As pedras devem ser postas no chão para iniciar a próxima fase. Na segunda rodada, o jogador deve lançar novamente a pedra, mas, em vez de uma pedrinha, ele deve pegar duas, além de pegar a que foi lançada para o ar antes que ela caia no chão e assim sucessivamente, sempre usando apenas uma das mãos. Caso não consiga, é a vez é de outro jogador.

8) O Túnel

Com o intuito de estimular o desenvolvimento da coordenação motora ampla, sobretudo os movimentos de engatinhar e a noção espacial, essa atividade é indicada a partir dos 6 meses, para os pequenos que estejam aprendendo a se locomover.

Como fazer: faça um túnel usando várias caixas de papelão, abrindo a tampa e o fundo delas. Coloque a criança em uma extremidade e um brinquedo na outra, convidando-a a buscar o objeto, atravessando as caixas. Uma outra opção é usar cadeiras, uma ao lado da outra, e cobri-las com uma toalha ou lençol.

9) Pincéis de papel crepom

Esta é uma atividade bem simples que estimula a percepção sensorial e estética, além da coordenação motora fina. Com indicação a partir de 3 anos, é uma ótima maneira para a criançada se expressar artisticamente. Mas lembre que o papel crepom pode manchar!

Materiais: rolos ou sobras de papel crepom, tesouras, pedaços de fita transparente, água e álcool.

Como fazer:
1.Corte cerca de 10 centímetros de papel crepom;
2. Cole um pedaço de fita adesiva em volta de uma das extremidades, a fim de cobrir aproximadamente um terço do rolinho de papel;
3. Em um pote separado, coloque um pouco de água e algumas gotinhas álcool, cerca de 10 a 15;
4. Mostre como molhar a ponta do pincel de papel crepom, e passar na folha de ofício ou folha colorida.

Fonte: adaptado da cartilha Jogos e Brincadeiras das Culturas Populares na Primeira Infância.

10) Tarde com brincadeiras em grupo

Para crianças com mais de 5 anos, a ideia é reunir um grupo em um ambiente aberto e mais espaçoso. Sugira, ou ensine, caso não conheçam, algumas brincadeiras clássicas que estimulem a coordenação motora ampla, o trabalho em grupo, a cooperação e a socialização.
 
Sugestões: queimado, cabra-cega ou curupira, pique-bandeira, o mestre mandou, coelhinho sai da toca, entre outros.

Fontes:

Cartilha Jogos e Brincadeiras das Culturas Populares na Primeira Infância, do Ministério da Cidadania.
Livro 1001 atividades para fazer com suas crianças, de Caryl Waller Krueger.
Cartilha Jogos Infantis Africanos e Afro-brasileiros, produzida pelos pesquisadores Daniela Alfaia da Cunha e Cláudio Lopes de Freitas.

*Julia Kronemberger, estagiária, com supervisão de Carla Araújo.

Mídias Relacionadas
Relacionados
Mais Recentes