29 Outubro 2021
0
0
0
s2sdefault
 
Emocionado é o nome do personagem que inspirou o novo avatar da Rioeducopédia (Imagem: Nagan/ MultiRio)

Imagine a reação de uma criança ao ver releituras de seu desenho elaboradas por ilustradores profissionais. A MultiRio apostou na magia dessa ideia. Inspirada em desenhos de “monstrinhos das emoções” criados por alunos da professora Danielle Pereira, da E.M. José Eduardo Macedo Soares (3ª CRE), a equipe do Núcleo de Artes Gráficas e Animação (Nagan) criou diferentes versões de personagens desenhados pelos estudantes.

Após análises técnicas que consideraram o tamanho da imagem e a visualização no aparelho celular, uma ilustração foi escolhida para se tornar avatar e integrar a galeria disponível na Rioeducopédia.

“O fato de o avatar ser muito pequeno fez com que tivéssemos que interpretar os personagens criados pelas crianças, adaptando traços, posições e ajustando cores”, explica Marcelo Salerno, diretor do Nagan/ MultiRio, acrescentando que os desenhos que não viraram avatar poderão ser usados em campanhas e peças de divulgação da Empresa.

Para a professora Danielle Pereira, a iniciativa é motivo de muito orgulho e deixou a turma do 3º ano do Ensino Fundamental superempolgada.

“Estou encantada com o resultado! Ver que a mascote que as crianças imaginaram e desenharam ganhou vida, se transformou, é maravilhoso! Tanto para mim, quanto para elas. É muito importante que a criança seja ouvida. E uma das formas de ela se expressar é a partir dos desenhos. Elas colocaram sentimento no desenho! Esta proposta valoriza a importância do trabalho da criança. O sentimento da turma é de que o desenho que elas fizeram na sala de aula foi valorizado, feito por profissionais e de que, agora, eles também são ilustradores”, conta Danielle Pereira, comentando que muitos alunos já pensam em trabalhar ilustrando livros, fazendo jogos e animações. “Essa parceria trouxe novas perspectivas e possibilidades para eles”.

avatar monstros galeria 01

Imagem: Nagan/ MultiRio

avatar monstros galeria 02

Imagem: Nagan/ MultiRio

A professora, que futuramente pretende usar os desenhos para criar um jogo de tabuleiro, também explicou para os alunos o porquê de algumas ilustrações terem ficado diferentes do desenho original criado por eles.

“Falei que começamos com uma ideia, os ilustradores tiveram mais ideias e o desenho individual se tornou coletivo. Isso é importante: que eles aprendam a respeitar e a trabalhar com o outro.”

Projeto de educação socioemocional foi ponto de partida para criação dos desenhos

Em 2020, Danielle Pereira desenvolveu um livro, em formato digital, para que os alunos registrassem suas vivências e construíssem memórias afetivas do período de isolamento social em razão da Covid-19.

Meu Caderno dos Sentimentos: material criado pela professora Danielle tinha o monstrinho Emocionado como mascote (Foto: Arquivo pessoal da professora)

Dando sequência a essa proposta, a docente criou, em 2021, um novo livro de atividades: o Caderno dos Meus Sentimentos. O material foi impresso e disponibilizado para retirada pelos alunos na escola, ainda durante o ensino remoto.

De acordo com a docente, a ideia era trabalhar as competências socioemocionais em uma perspectiva que se aproximasse da realidade da criança e envolvesse toda a turma.

“Criei o projeto para a criança se posicionar como protagonista e entender os sentimentos dela, os sentimentos dos outros e como tudo isso impacta na vida e na sociedade”, conta a professora.

A leitura do livro O monstro das cores, de Anna Llenas, foi inspiração e ponto de partida para a criação do material usado com a turma 1301. Segundo Danielle Pereira, a história proporciona um diálogo reflexivo e questionador sobre as emoções, a escuta e a formação da criança como protagonista.

Em Caderno dos Meus Sentimentos, os alunos são convidados a falar sobre suas próprias características e gostos, sobre suas famílias e sobre a escola. O conteúdo aborda, também, o alfabeto e as partes do corpo.

Uma das atividades propostas no material foi que os alunos criassem seus próprios “monstrinhos das emoções”. E foi o resultado desse trabalho que inspirou os ilustradores da MultiRio a criar o avatar da Rioeducopédia.

O monstrinho que inspirou a criação do novo avatar da Rioeducopédia (Imagem: Nagan/ MultiRio)

Na parte final do Caderno, os alunos puderam, ainda, recortar e montar o personagem Emocionado, representado por um modelo dado pela professora.

A proposta seguiu com os alunos cuidando da mascote – sem rasgar, molhar ou sujar – e registrando as atividades realizadas com o personagem, que ganhou até uma certidão de nascimento.

“Criei a mascote para trabalhar com as crianças a ideia de como cuidar de alguém. A proposta era que elas cuidassem do Emocionado, um personagem que não sabe lidar com os sentimentos e cujo coração muda de cor de acordo com as emoções que ele sente. Os alunos se envolveram muito com as atividades e até me enviaram fotos, por exemplo, cozinhando com a mascote. Lindo demais!”, conta, orgulhosa, Danielle Pereira.

MultiRio lança regulamento para ampliar participação de alunos da Rede em 2022

A parceria com a professora Danielle Pereira inspirou a MultiRio a lançar um edital, com chamadas regulares, duas vezes ao ano, para estimular a participação de alunos de todas as unidades da Rede Pública Municipal de Ensino na criação de novos avatares para a Rioeducopédia.

“A arte original da criança é inspiradora para quem trabalha com imagem. É interessante conversar com as crianças sobre estilos e possibilidades artísticas, cores e traços. A ideia é que meninos e meninas se inspirem a ser parceiros dos ilustradores da MultiRio”, diz Marcelo Salerno, diretor de Núcleo de Artes Gráficas e Animação da MultiRio.

O regulamento que apresenta a proposta ao público será enviado a todas as escolas. O documento já está disponível e pode ser acessado no PORTAL MULTIRIO.

“A ideia de um edital que possibilite a descoberta de talentos na Rede e, ainda, dê visibilidade à produção dos alunos é fantástica! A escola pública pode ter um ensino de qualidade e nossas crianças são muito talentosas”, opina a professora Danielle Pereira.


Novo avatar da Rioeducopédia é lançado em live que homenageia professores e alunos da Rede

A experiência da professora Danielle Pereira, os desenhos dos alunos e o avatar criado pelo Nagan/ MultiRio foram apresentados em uma live em comemoração aos 28 anos da MultiRio e ao mês das crianças e dos professores, realizada no dia 29 de outubro.

A transmissão, que aconteceu pelo canal da MultiRio no YouTube, contou com a participação do secretário municipal de Educação da SME-Rio, Renan Ferreirinha; do presidente da MultiRio, Paulo Miranda; da assessora da Coordenadoria de Ensino Fundamental, Krisna Santos; e de professores que fazem parte da equipe de produção das videoaulas e conteúdos do Rioeduca na TV e da Rioeducopédia.

Confira nos vídeos o depoimento de dois professores que integram essa equipe de produção.

 Professor David Vieira

 

 Professora Vanessa Jorge

 
 
 
 
Relacionados
Mais Recentes