riodejaneiro aerea arenamaracana 131883Em meio às comemorações dos 450 anos do Rio de Janeiro, outro aniversariante emblemático da cidade é o Maracanã. No dia 16 de junho, o Estádio Jornalista Mario Filho completou 65 anos de existência. A arena passou por várias reformas para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014 e acumula recordes de público, momentos históricos do futebol mundial e também da música, tendo sido palco de shows de artistas como Frank Sinatra, Madonna, Paul McCartney e Rolling Stones.

Em 1946, o Brasil foi escolhido como sede da Copa do Mundo da Fifa de 1950. Com isso, o compositor Ary Barroso, que na época era vereador do Rio de Janeiro, apresentou ao amigo Mario Filho o projeto de um estádio que seria construído no bairro do Maracanã. O jornalista, então, começou a publicar diversos artigos na imprensa defendendo a construção do campo esportivo e, dessa forma, conquistou o apoio popular. O projeto pontuava que o estádio deveria ser o maior do mundo, com pelo menos 150 mil lugares. A proposta foi aprovada pela Câmara dos Vereadores da cidade e, após 675 dias, as obras foram concluídas.

A primeira partida disputada no novo gramado da cidade foi um jogo amistoso entre as seleções do Rio e de São Paulo – o carioca Didi, bicampeão mundial de 1958 e 1962 pela seleção brasileira, marcou o primeiro gol do primeiro jogo no Maracanã. Em 24 de junho, teve início a Copa de 1950, que até hoje detém o recorde de maior público de um jogo de futebol no mundo: 199.854 pessoas presentes durante a derrota do Brasil para o Uruguai por 2 a 1, na final.

Vista aerea do Maracana no final da decada de 40 Arquivo Geral da Cidade do RJ 2Transformações

O estádio passou por diversas reformas ao longo de sua história. As duas mais recentes, porém, foram as que mais modificaram sua estrutura original. Entre abril de 2005 e janeiro de 2006, foi rebaixado o nível do campo e colocadas cadeiras no lugar da clássica “geral” – anteriormente, o setor com ingresso mais barato do Maracanã, no qual os espectadores assistiam aos jogos em pé, de modo mais descontraído. Houve, também, a substituição do antigo placar eletrônico por um colorido, de LCD, e a instalação de telões na cobertura do estádio.

Nas obras para a Copa do Mundo de 2014 foram implantadas medidas sustentáveis. O chamado Novo Maracanã, com capacidade para 78.838 torcedores, possui cadeiras retráteis e reutiliza a água da chuva nos 293 banheiros e quatro vestiários. A cobertura original de concreto foi inteiramente demolida e substituída por uma membrana tensionada, cobrindo 95% dos assentos.

Copa do Mundo 2014 Maracana Espanha x Chile Foto Joao Paulo Engelbrecht 2Museu e Calçada da Fama

No aniversário de 50 anos do estádio, em 2000, ocorreu a inauguração da Calçada da Fama, com as marcas dos pés de grandes atletas dos gramados, como Pelé, Zico, Roberto Dinamite, Rivellino, Zagallo, Franz Beckenbauer, entre outros. Em 2006, foi aberto o Museu do Futebol em suas dependências. Nele, o visitante conhece a história do Maracanã, da seleção brasileira e do futebol do Rio de Janeiro. Uniformes antigos da seleção, fotos dos campeões mundiais e até a bola do milésimo gol de Pelé fazem parte do acervo.

Foto Alexandre Macieira Bellini 2

  

Bustos e estátuas de personalidades do esporte, como Zagallo, Garrincha, Mario Filho e Zico, complementam as atrações do estádio. Curiosamente, a famosa estátua de Bellini – capitão brasileiro na Copa de 1958 – não é exatamente uma representação do jogador. A escultura de bronze retrata um jogador simbólico erguendo a Taça Jules Rimet. O monumento, inaugurado em 1960, fica localizado em frente à entrada principal do estádio.

Professores da educação pública com interesse em visitar o Maracanã e o Museu com suas turmas têm exclusividade e gratuidade às quartas-feiras. Os interessados devem enviar um ofício em nome da escola para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Fontes: Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (SUDERJ), Portal Maracanã e Rio Guia Oficial.